Escola francesa é uma das mais importantes em formação gastronômica do mundo

O governador Sérgio Cabral e o vice-governador Luiz Fernando Pezão participaram, nesta manhã de terça-feira (28/06), da assinatura do protocolo de intenções para a instalação da escola de culinária Le Cordon Bleu, uma das mais importantes escolas do gênero, a primeira no Brasil e a segunda na América do Sul – a primeira fica em Lima, capital do Peru. O objetivo é transformar o Rio em polo gastronômico da América Latina, em função dos grandes eventos que estão programados para a cidade e que vão atrair turistas de vários países..

A unidade será vinculada à rede da Fundação de Apoio à Escola Ténica (Faetec), da Secretaria de Ciência e Tecnologia, que vai reformar um prédio na Rua da Passagem, em Botafogo, onde funcionará a escola. As obras começam em 70 dias. No local, funcionava uma escola de Enfermagem, ligada à Secretaria de Saúde, que também passará para a estrutura da Faetec e será remanejada ou para a Mangueira, ou para o Engenho Novo, ou para o Centro da Cidade.

Segundo o presidente da Faetec, Celso Pansera, o prédio de Botafogo foi escolhido por estar localizado na Zona Sul, região onde ficam as maiores redes de restaurantes e bares da cidade. Ele informou também que ainda está em estudo o tipo de certificado que será concedido aos alunos que farão os cursos da Le Cordon Bleu, se serão diplomas de qualificação em culinária ou de técnico em culinária, de acordo com a legislação brasileira.

- Os alunos que serão formados pela Le Cordon Bleu no Rio de Janeiro estarão aptos a trabalhar em alta culinária, como chefs de cozinha de restaurantes consagrados – disse Pansera.

Fundado em Paris em 1895, a Cordon Bleu é hoje em dia reconhecida como uma das instituições mais importantes em formação gastronômica e gestão hoteleira, em turismo e em restauração. A previsão para o início das aulas na unidade do Rio de Janeiro é fevereiro de 2012.

About these ads